1 de Novembro – O Dia de Todos os Santos

A Igreja Católica Romana celebra a “Festum omnium sanctorum” a 1.º de novembro seguido do dia dos fiéis defuntos a 2 de Novembro.

A Igreja Ortodoxa Oriental celebra esta festividade no primeiro domingo depois do Pentecostes, terminando a época litúrgica da Páscoa.

Segunda a Igreja Católica o Dia de Todos os Santos é uma festa em honra de todos os santos, conhecidos ou não. A comemoração regular começou quando, em 13 de maio de 609 ou 610, o Papa Bonifácio IV dedicou o Panteão (o templo romano em honra a todos os deuses) a Maria e a todos os mártires.

A data foi mudada para novembro quando o Papa Gregório III (731-741) dedicou uma capela em Roma a Todos-os-Santos e ordenou que estes fossem homenageados a 1.° de novembro.

O feriado do Dia de Finados, no qual as pessoas rezam a fim de ajudar as almas no purgatório a obter a bem-aventurança celestial, teve a sua data fixada em 2 de novembro durante o século 11 pelos monges de Cluny, na França.

Na Igreja Católica, o dia de “Todos-os-Santos” é celebrado no dia 1 de novembro e o de “Finados” no dia seguinte. Esta tradição de recordar os santos está na origem da composição do calendário litúrgico, em que constavam, inicialmente, as datas de aniversário da morte dos cristãos martirizados como testemunho pela sua fé, realizando-se, nelas, orações, missas e vigílias, habitualmente no mesmo local ou nas imediações de onde foram mortos, como acontecia em redor do Coliseu de Roma. Posteriormente tornou-se hábito erguerem-se igrejas e basílicas dedicadas à sua memória nesses mesmos locais.

Em Portugal tradicionalmente é dia de feriado. Nos últimos três anos o feriado foi retirado, regressando em 2016. Em algumas zonas de Portugal, no dia de Todos-os-Santos, as crianças saem à rua e juntam-se em pequenos grupos para pedir o pão-por-deus de porta em porta. As crianças quando pedem o pão-por-deus recitam versos e recebem como oferenda: pão, broas, bolos, romãs e frutos secos, nozes, amêndoas ou castanhas, que colocam dentro dos seus sacos de pano.


Fonte: wikipedia.org