Suíça é pioneira em expedição à Antártida

A primeira circum-navegação à Antártida para fins científicos irá unir 55 pesquisadores de 30 países, num projeto desenvolvido pelo país dos Alpes. A expedição começa em Dezembro de 2016 e termina em Março de 2017, a bordo do navio de pesquisa russo Akademik Treshnikov estarão equipas científicas de todo o mundo.

Os 55 investigadores estão divididos em 22 projetos que abrangem diversas áreas, incluindo as espécies de animais ameaçadas, a presença de micro-plásticos na água, o ciclo do carbono e os micro-organismos que florescem nas profundezas do oceano. Os cientistas vêm de uma variedade de disciplinas, como oceanografia, biografia e climatologia.

A expedição tem um objectivo muito importante devido ao papel fundamental que os polos desempenham na preservação do equilíbrio climatérico do planeta. Além disso, os polos são as regiões onde as mudanças climáticas são mais visíveis e onde foram registadas as maiores diferenças de temperatura.

A expedição terá ao seu dispor uma das mais avançadas tecnologias de coleta de dados e análise disponíveis.


Fonte: eatglobe.pt