Monte San Giorgio – Património Mundial da Unesco

O Monte San Giorgio, no cantão de Ticino, é um dos sítios mais importantes do mundo para o estudo da fauna fóssil do Triássico. Abriga uma vasta coleção de fósseis marinhos completos de animais que viveram durante esse período.

Está inscrito como Património Mundial da Unesco desde 2003 no que respeita à parte situada no cantão suíço e, desde 2010 para a parte situada na província de Itália.

Há cerca de 240 milhões de anos neste local encontrava-se uma bacia oceânica, com mais de 100 metros de profundidade, que abrigava peixes, moluscos e crustáceos. Pela sua posição junto à costa, viveram também nesse local formas de vida terrestre como répteis, insetos e plantas. Milhares de peixes fossilizados e lagartos marinhos, com seis metros de comprimento, foram desenterrados pelos paleontólogos.

Cerca de 80 espécies de peixes e 30 de répteis marinhos e terrestres foram descobertas em numerosas escavações.

Porém o Monte de San Giorgio não se limita à pré história, hoje, é possível passear pelas vinhas ao longo da encosta sul da montanha e experimentar as delicias das grutas da região de Mendrisiotto.

As impressões gastronómicas de hoje quase fazem esquecer que toda aquela região foi, há mais de 200 milhões de anos, o fundo de um oceano, com 100 metros de profundidade.

Comunidade CH - Lago di Lugano


Fonte: myswitzerland.comwikipedia.org