Glaciar Grande Aletsch pode desaparecer

O glaciar Grande Aletsch (em Alemão Grosser Aletschgletscher) é o maior glaciar dos Alpes com mais de 120 Km2 de superfície e está localizado entre os cantões de Berna e Valais.

Nas últimas décadas o glaciar diminuiu significativamente, como consequência do aquecimento global, que se faz sentir em todo o planeta e o gelo que antes servia para apoiar as montanhas circundantes desapareceu quase por completo. Esta situação leva ao aumento de risco de deslizamentos.

Foram agora descobertas, por geólogos que estudam este terreno, grandes fissuras numa das faces da montanha, que se movem 20 centímetros por dia, o que está a deixar os especialistas preocupados. Estes mesmos especialistas não sabem precisar o momento exato em que a montanha pode deslizar, nem como vai cair. No entanto, mesmo que tal aconteça, esta ameaça não apresenta risco iminente para a população, uma vez que ninguém habita naquela zona de risco.

aletsch-3

Nos próximos 50 a a 100 anos, a Suíça poderá ter um aumento da temperatura média em 3 graus devido a factores climáticos. Os pesquisadores estimam que as plantas alpinas deverão não somente adaptar-se a temperaturas mais quentes, mas também à concorrência de espécies desconhecidas.

Decorrerá em dezembro a Conferência do Clima das Nações Unidas, em Paris, que terá como principal objetivo alcançar um novo acordo para diminuir a emissão de gases de efeito estufa de forma a travar o aquecimento global e em consequência limitar o aumento da temperatura global em 2ºC até 2100.

E, esperemos, salvar o Aletsch!


Fonta: dinheirovivo.pt