Suíça continua no caminho da proibição da burqa

Comunidade CH - Mulheres que utilizem burqa pagam 9200 francos

Este tema já foi abordado aqui algumas vezes, como podes rever aqui e aqui. Hoje voltamos a abordar a burqa, porque os suíços voltaram a levá-la ao Parlamento.

O Parlamento Suíço, votou esta terça feira a favor da proibição da burqa na Suíça, país onde muitas turistas do Médio Oriente passeiam totalmente cobertas. O texto, apresentado pelo principal partido suíço, obteve uma maioria apertada e, como é comum na Suíça, o mais provável é que a palavra final fique na mão dos eleitores, em referendo.

Segundo sondagem do jornal Matin Dimanche, 71% dos suíços aprovam a proibição da burqa.

Para que um referendo seja realizado, são necessárias 100.000 assinaturas e, estimulados pelo exemplo de Ticino, os militantes que se opõem a este tipo de indumentaria decidiram lançar uma iniciativa popular, com vista a conseguir realizar um referendo sobre a proibição da burqa em todo o território suíço.


Fonte: istoedinheiro.com.br