Freddie Mercury

Freddie Mercury nasceu em Zanzibar, na Tanzânia e veio a falecer em Londres. É conhecido do público pelos seus dotes musicais, como vocalista da banda britânica Queen, mas também foi pianista e compositor. Quem não conhece “We are the Champions” ou “Don’t stop me now”?
 
Até agora nenhuma relação entre o grande Freddie Mercury e o país dos Alpes, mas é precisamente dessa relação que te vamos falar aqui.
 
Foi na pequena cidade suíça, de Montreux, que o gigante da música rock escreveu algumas das suas letras e cantou a sua última canção. Apaixonou-se por Montreux, em 1978, quando veio ao Festival de Jazz de Montreux, gravar o albúm “Jazz”. Morava num apartamento com vista para o lago e lá comprou o “Studio Mountain”, um estúdio de gravação.
 
O cantor era portador do vírus HIV, que ano após ano, o deixou extremamente debilitado, tendo mesmo nos últimos anos de vida passado por momentos muito dolorosos.
 
Foi na pequena e bela cidade de Montreux, que viveu a doença mais tranquilamente. Juntamente com o engenheiro e produtor de som da banda Queen, Freddie gravou lá os êxitos “The Miracle”, “Innuendo” e “Made in Heaven”.
 
De uma força inabalável Freddie Mercury quis trabalhar até ao fim, mesmo consciente de que aquelas seriam as suas ultimas canções. A última foi “Winter Tale”, escrita tendo como pano de fundo a nostálgica e tranquilizante cidade de Montreux. Na capa do álbum Made in Heaven, surge a cabana onde o cantor procurava a calma e a inspiração.
 
Em 1996, foi inaugurada à margem do lago Léman, uma estátua de bronze, esculpida por Irena Sedlecka, em homenagem ao cantor. Foi ainda instituído em Montreaux, um Memorial Day anual, em homenagem ao cantor. Nesse dia é organizada uma visita aos lugares da cidade ligados a Freddie Mercury.
 
Foi cremado e as suas cinzas lançadas na margem do Lago Léman, visto a Suíça ter sido escolhida pela cantor como a sua segunda casa.