Forças Armadas Suíças

Forças Armadas Suíças
Forças Armadas Suíças

Durante o século XX, o dispositivo de defesa nacional suíço era considerado uma das grandes maravilhas do Mundo. Uma das razões desta grandeza era a de que a legislação impunha que todos os cidadãos suíços que reunissem boas condições físicas e tivessem entre 20 a 50 anos de idade fizessem parte das Forças Armadas Suíças. O período militar inicial era constítuido por quatro meses de instrução, tal como nos outros países da Europa, no entanto a instrução inicial era depois seguida de 12 anos nas forças principais de reserva e posteriormente por mais 18 anos nas reservas secundárias. Engane-se quem pense que isto trazia custos avultados para o estado suíço, porque estas reservas eram em parte pagas pelos cidadãos, uma vez que eram estes que se responsabilizavam pela manutenção do seu fardamento, calçado e armamento. Qualquer cidadão, em idade militar, possuía uma arma de guerra na sua residência e respectivas munições. Desde 2007, as munições deixaram de ser distribuidas.

 

Durante as Guerras Mundiais, dada a grande quantidade de homens treinados, a Suíça conseguiu responder com grande prontidão, mobilizando quase meio milhão de homens num curto espaço de tempo, como forma de dissuadir a França e Alemanha a utilizar território suíço para atacar o inimigo.

 

Actualmente, todos os cidadãos do sexo masculino, entre os 20 e os 42 anos estão obrigados a prestar serviço militar. Existe nos dias de hoje cerca de mil elementos chamados de militares de carreira, todos os outros cidadãos aptos, recebem treino inicial de cerca de dezoito meses, após esse período ficam obrigados à prestação de um determinado número de semanas por ano (três a quatro).

 

Dentro das Forças Armadas existem a Força Aérea e o Exército. Sendo, a Suíça um país do interior não possui Marinha, no entanto existe uma dezena de barcos patrulha , que vigiam os lagos nacionais e são operados por pessoal do exército.

 

Em caso de guerra, o país dos Alpes prevê mobilizar 220.000 homens e a sua defesa está baseada num conjunto de fortificações que protegem o país.