Como funciona o sistema político suíço?

Sistema Politico Suico - Comunidade CH
Sistema Politico Suico - Comunidade CH

Já pensaste como é organizado o Sistema Politico Suíço? Ora aqui está um tema com pano para mangas. Certamente, já ouviste falar que a Suíça é composta por cantões, mas e como é feita a gestão desses cantões, ao nível politico? É o que vais ficar a saber, em traços gerais, com este tópico.

 

Desde 1848, que a Suíça se tornou numa aliança consolidada de cantões, o que até então não se verificava, ou seja, desde essa data até aos dias de hoje a Suíça passou a ser uma Confederação, a Confederação Helvética. A Constituição Federal Suiça define o país como um Estado Federal composto por 26 cantões, em que cada cantão possui a sua autonomia politico-económica. Cada cantão defende ainda os seus própros ideais religiosos, por exemplo, no cantão de Valais a religião oficial é a Católica já no cantão de Vaud, a religião é o Protestantismo.

 

A hierarquia política a Suíça encontra-se representada da seguinte forma:

 

  • em primeiro lugar o [highlight color=’#ff0000′ background_color=”]Sistema Federal[/highlight]
  • depois, em segundo lugar o [highlight color=’#ff0000′ background_color=”]Sistema Cantonal[/highlight]
  • por último, em terceiro lugar encontramos o [highlight color=’#ff0000′ background_color=”]Sistema Comunal[/highlight]

 

O Sistema Federal, também conhecido como Governo Central é o responsável pelas relações com o exterior, gestão da economia nacional, das Forças Armadas, entre outros assuntos divididos nos seguintes ministérios ou departamentos da administração federal:

 

  • Departamento Federal dos Negócios Estrangeiros;
  • Departamento Federal de Justiça e Polícia;
  • Departamento Federal do Interior;
  • Departamento Federal do Meio Ambiente, Transportes, Energia e Comunicações;
  • Departamento Federal das Finanças;
  • Departamento Federal da Defesa, Protecção da População e Desportos;
  • Departamento Federal da Economia;

 

Já o poder cantonal define-se pela sua própria política, tem o seu próprio sistema de saúde e educação.

 

Existem sete ministros que representam quatro partidos, dois da extrema direita, um de direita e o Partido Socialista Suiço, o partido mais à esquerda no espectro parlamentar, com representatividade relevante. A Suíça não tem, como em Portugal, um Presidente da Républica, mas tem um representante da Confederação Helvética, que exerce as funções de Presidente da nação. Este é eleito pelos sete conselheiros federais pelo período de um ano, no entanto, existe aqui um estatuto a que este deve obdecer o chamado de primus inter pares (do latim, significa primeiro entre iguais), ou seja o Presidente da Confederação Helvética é um membro do Conselho Federal sem mais poderes que os outros, tendo a última palavra em caso de empate nas diversas votações que possam ocorrer.

 

Para que toda a população possa participar na vida politica, a Suíça apresenta um sistema único no Mundo de democracia directa. É muito comum por cá a realização de referendos, quer a nível federal, quer a nível cantonal. Para teres uma ideia do tipo de democracia que aqui se vive, se por exemplo, um cantão votar contra uma lei e em todos os outros cantões for aceite, essa lei não entrar no cantão que tenha votado contra, ou seja, os resultados de um referendo federal não implicam a obdiência de uma lei referendada por um cantão que tenha votado contra. No que respeita a assuntos externos, é necessária a aprovação de todos os cantões, por exemplo como no caso da adesão da Suíça à União Europeia.

 

A Suíça é um país membro da Associação Europeia de Livre Comércio, mas não faz parte da União Europeia, apesar de estar rodeada de países pertencentes à UE, com excepção do Liechtenstein.

 


 

Fontes:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Su%C3%ADça

http://movimentodemocraciadireta.blogspot.pt/2009/10/suica-e-democracia-direta.html

http://www.myswitzerland.com/pt/politica.html

https://pontodacultura.wordpress.com/2011/06/19/o-sistema-politico-da-suica-um-caso-exotico/